728x90 AdSpace

  • Veja Também

    sexta-feira, 10 de janeiro de 2014

    A Santidade de Hollywood

    Está mais do que na hora de se falar contra a santidade de Hollywood, contra a salvação show business que agora está contaminando a casa de Deus. O quanto o coração de Deus deve estar triste por ver tantos que a si mesmos chamam de cristãos se corrompendo e contaminando na mesa do Diabo. Há um câncer de mundanismo crescendo na igreja.

    Deus não me chamou para limpar a igreja. Não sou aquele tipo de súper santo que fica julgando outros que não correspondam aos meus padrões pessoais. Sou apenas um cristão comum e simples que está estarrecido diante de todas essas influências profundas, sensuais e mundanas que estão se infiltrando na igreja. É hora de se fazer avaliação justa e de se mostrar as tendências de iniquidade que fazem troça da santidade. E que Deus me ajude a fazer isso em amor, sem magoar propositalmente qualquer pessoa ou grupo em particular.

    Devo começar lembrando a nós todos o que Deus exige dos que se dizem ter nascido de novo. A palavra de Deus ordena que nos desliguemos e nos retiremos do espírito do mundo.

    “Não vos ponhais em jugo desigual com os incrédulos; porquanto que sociedade pode haver entre a justiça e a iniquidade? Ou que comunhão, da luz com as trevas? Que harmonia, entre Cristo e o Maligno? Ou que união, do crente com o incrédulo? Que ligação há entre o santuário de Deus e os ídolos? Porque nós somos santuário do Deus vivente, como ele próprio disse: Habitarei e andarei entre eles; serei o seu Deus, e eles serão o meu povo. Por isso, retirai-vos do meio deles, separai-vos, diz o Senhor; não toqueis em cousas impuras; e eu vos receberei”(2 Coríntios 6:14-17).

    Há cristãos carismáticos que se dizem estar cheios do Espírito Santo que ainda bebem sua cerveja, vinho e uisque. A língua que fala “linguagem celestial” está ensopada de álcool e sufocada pela fumaça. O fumo é um vício debilitante, porém muitos cristãos ainda se recusam a deixá-lo. A bebida dos “cristãos” está estragando muitos jovens que ficam confusos diante de padrões duplos de conduta. A Bíblia diz:

    “...amados... purifiquemo-nos de toda impureza, tanto da carne como do espírito, aperfeiçoando a nossa santidade no temor de Deus” (2 Coríntios 7:1).

    Adolescentes usuários de maconha e comprimidos falam comigo perguntando: “Por que as pessoas que fumam cigarro e bebem álcool ficam nos proibindo de fumar um baseado ou de engolir uns comprimidos e ácido? Eles têm seus próprios vícios, tão maus quanto os nossos. Eles são os maiores dos hipócritas. Vá lá e faça que eles fiquem limpos antes de tentar ficar pregando pra gente sair do nosso vício”.

    O que me perturba mais é a terrível influência.

    Texto de David Wilkerson, publicado em 01 de março de 1977. (fonte: http://sermons.worldchallenge.org/pt/node/6910)
    • Blogger Comentários
    • Facebook Comentários

    0 comentários:

    Postar um comentário

    Expresse aqui a sua opinião. Seu comentário será publicado após análise de nossos moderadores.

    Item Reviewed: A Santidade de Hollywood Rating: 5 Reviewed By: Marcelo Borges
    Voltar para o Topo