Últimas postagens

Heresias Neopentecostais - Pastor Paulo Jr

Publicado por Marcelo Borges | domingo, 5 de março de 2017 | 15:26

Juntos pela África

Publicado por Marcelo Borges | terça-feira, 27 de dezembro de 2016 | 18:38

Líder do EI tenta matar um missionário, mas é impedido por Jesus

O ministério Leading The Way foi fundado pelo Dr. Joseph Youssef, um ex-muçulmano egípcio que se tornou pastor. Ele transmite via satélite vários programas voltados para a população islâmica do Oriente Médio.

Muhammad (nome trocado por questões de segurança) era um líder de alto escalão do Estado Islâmico. Certo dia ele assistiu a um dos programas e se revoltou. Decidiu que iria matar aqueles homens que tentavam fazer os muçulmanos trocarem Maomé por Jesus.

O jihadista ligou para o número que aparecia na tela, da central de atendimento. “Preciso me encontrar com você”, disse ele ao missionário Peter (nome trocado por questões de segurança), que atendeu o telefonema. Era um dos líderes da equipe de acompanhamento da Leading The Way.

Experiente, Peter sabia que não deveria concordar em se encontrar pessoalmente com ninguém que ele não conheça.  Contudo, disse ter entendido da parte de Deus que deveria abrir uma exceção. Conta que ouviu uma voz lhe dizendo: “Desta vez é diferente. Vá e se encontro com este homem. Seja ousado com ele”.

Quando o missionário se encontrou com Muhammad logo anunciou o Evangelho e falou sobre condenação e salvação. O muçulmano não tomou decisão alguma e relata que o ódio que sentia foi sumindo. Algum tempo depois, teve um sonho onde Jesus revelou-se e lhe trouxe  grande convicção de que precisava mudar sua vida.

Na manhã seguinte, Muhammad decidiu raspar a barba – o símbolo de sua devoção radical ao Islã. Estava decidido a seguir a Cristo. Sem saber como fazer isso, ligou para Peter mais uma vez, desesperado para encontrá-lo.

O missionário concordou. “Peter, eu tenho uma confissão”,  Muhammad foi logo dizendo. “A primeira vez que nos encontramos eu pretendia matá-lo. Me perdoe”. Caiu então de joelhos e  se arrependeu diante do Senhor.

O ex-líder do Estado Islâmico tomou essa decisão há algumas semanas. Ele foi discipulado, batizado e já está servindo a Cristo onde mora, contando a todos por que mudou de vida. Está convicto que foi o Jesus que ele perseguia que o impediu de cometer outro crime.

Esse testemunho está sendo usado pela Leading The Way para pedir que cristãos do mundo todo orem pela situação no Oriente Médio. Com sucessivas derrotas no Iraque e na Síria, o Estado Islâmico está se esfacelando e muitos soldados estão sem rumo, buscando respostas. Isso pode ser uma grande oportunidade para que conheçam a Jesus. Gprime.

12 Lições que aprendemos com a igreja perseguida

Lição 1: A perseguição acelera o crescimento da igreja
Cristãos norte-coreanos afirmaram que Deus está presente mesmo no vale da sombra da morte. Do país que lidera há mais de uma década, no topo da Lista Mundial da Perseguição, chegam os mais incríveis relatos de verdadeiro cristianismo. Leia mais

Lição 2: Nossas orações ultrapassam fronteiras
Infelizmente, nem todos os cristãos que são raptados por grupos extremistas islâmicos são resgatados ou encontrados com vida. Mas há alguns casos excepcionais onde a maioria consegue escapar. Esses cristãos perseguidos atribuem a liberdade como resposta de muitas orações. Leia mais


Lição 3: Orar “com” alguém é mais eficaz do que orar “por” alguém
Essa afirmação veio de uma jovem síria que foi entrevistada por um colaborador da Portas Abertas que atua no país: “Não orem por nós, orem conosco, pois é isso o que nos dá força. Orem pela paz em nosso país e orem com muita fé, pois temos esperança de que tudo vai melhorar”. A jovem finalizou com essas palavras de fé “Eu sei que Deus não vai falhar”. Leia mais

Lição 4: Deus usa todos os meios para resgatar vidas
Cristãos no Butão encontraram uma forma bem criativa para evangelizar. Eles estão reproduzindo CDs e DVDs de músicas cristãs para alcançar os corações dos butaneses, alegando que o trabalho de distribuição de Bíblias e panfletos não funcionou muito bem para eles, mas que com a música, muitos estão se rendendo ao amor de Jesus. Leia mais

Lição 5: Perdoar traz paz de espírito
Um jovem cristão que vive na República Centro-Africana ficou muito ferido após um ataque do grupo extremista Seleka, em 2013. Infelizmente, ele ficou com algumas sequelas definitivas que o limitam fisicamente. No começo, ele disse ter questionado muito a Deus. “Sentia raiva dos militantes, principalmente quando via as cicatrizes em meu corpo. Mas Deus me ensinou a arte do perdão e ministrou em mim a paz de espírito.”, revelou o cristão.  Leia mais

Lição 6: Seguir a Cristo é mais que aceitar um convite, é uma decisão
Uma família chinesa decidiu abandonar o islamismo para seguir Jesus. Eles foram humilhados e expulsos pela própria família e agora vivem em uma casa abandonada, mas estão convictos de sua fé e não pensam em voltar atrás. Leia mais

Lição 7: Não devemos temer a morte
A Igreja Perseguida entende que deve permanecer onde está, mesmo em meio à guerra, aos ataques e à violência extrema, porque os cristãos devem brilhar na escuridão. “Durante esses 5 anos passamos por situações realmente complicadas e tristes; a morte é algo que nos rodeia o tempo todo, sempre somos ameaçados, mas a nossa fé nos sustenta”, disse uma cristã perseguida que vive na Síria. Leia mais

Lição 8: Devemos estar sempre preparados para dias piores
No Mali, os cristãos reconheceram que não estavam preparados para o que viria. A perseguição chegou de forma mais severa e muitos não resistiram, abrindo caminho para o sincretismo. Os líderes não estavam prontos para combater as falsas doutrinas que invadiram a igreja. Leia mais 

Lição 9: Todo cristão tem uma missão para cumprir
Um dos líderes da igreja no Iraque disse que se sente na obrigação de permanecer no país, mesmo quando tudo parece estar perdido. “O cristianismo no Iraque é como uma grande árvore que está aqui há mais de 2 mil anos, mas agora existem muitos inimigos querendo cortar essa árvore e se livrar dela”. Por esse motivo ele decidiu ficar. “A palavra de Deus nos instrui sobre como lidar com a opressão e a violência. Devemos ser amáveis como Cristo nos ensinou”, enfatiza o líder. Leia mais  

Lição 10: Recomeçar sempre, independente da situação
Nossos irmãos e irmãs no Oriente Médio estão enfrentando uma fase complicada. Eles precisam de muita iniciativa e coragem para recomeçar em diversas áreas de suas vidas. Há igrejas para ser restauradas, casas que precisam ser reconstruídas, famílias que vão iniciar do zero, sem contar os traumas psicológicos que precisam ser tratados, emoções e sentimentos que necessitam de cuidados médicos, entre muitas outras carências. Mas a igreja permanece firme e perseverante. Leia mais

Lição 11: Existe alegria em meio à tristeza
Em meio a tanto trabalho e compromissos duas cristãs que vivem no Bangladesh, mãe e filha, conseguem louvar a Deus como “cantoras populares” em sua vila. “Somos compositoras e trabalhamos para Deus, conscientizando as mulheres sobre o erro do casamento infantil na região em que vivemos, o que é outro problema que o país enfrenta. Temos também 20 canções de adoração que são apresentadas nos eventos cristãos”, disse ela. Apesar da situação difícil que enfrentam por serem cristãs, as duas irradiam a alegria de Cristo por onde vão. Leia mais

Lição 12: Somos dependentes de Deus
A igreja cubana tem enfrentado grandes desafios e ao mesmo tempo tem se mostrado forte e perseverante. “Aprendemos a lição mais importante que um cristão pode aprender sobre a terra, que é depender de Deus em todas as circunstâncias e acho que esse é o maior tesouro que a igreja cubana pode compartilhar nesse tempo”, explica um dos líderes que atua no país. Leia mais

Extraído de Portas Abertas.

Pacto da Redenção entre Pai e o Redentor - John Flavel

Publicado por Marcelo Borges | terça-feira, 26 de julho de 2016 | 19:25

1627 - 1691
“...Pai: Meu Filho, aqui está uma companhia de pecadores que estão arruinados em si mesmos e agora estão abertos à minha justiça! Justiça requer satisfação por eles e ela se satisfará na eterna ruína deles. O que será feito por estas almas!

Filho: Oh meu Pai, tal é o meu amor e pena por eles, que ao invés de eles perecerem eternamente, eu serei responsável por eles como seu Fiador; traga toda a dívida deles para que eu possa ver o que eles te devem; Senhor traga todas elas para que não haja débitos futuros para com eles; da minha mão Tu os requererás. Prefiro sofrer a Tua ira do que eles a sofram. Sobre mim, meu Pai, sobre mim, sejam todos os débitos deles.

Pai: Mas meu Filho, se você tomar o lugar deles, você deve considerar que terá que pagar até a menor dívida, não espere abatimentos. Seu eu poupar eles, não pouparei a Ti.

Filho: Estou disposto, que assim seja, Pai. Que tudo venha sobre mim, Eu estou apto a quitar tudo. E ainda que isto signifique uma ruína para mim, ainda que toda minha riqueza empobreça, todos os meus tesouros se esvaziem, (o que de fato aconteceu 2 Coríntios 8:9 (“...Porque já sabeis a graça de nosso Senhor Jesus Cristo que, sendo rico, por amor de vós se fez pobre.”...), ainda sim estou disposto a quitá-la.


Flavel: (...) corem de vergonha, pecadores ingratos, Oh, que a vergonha cubra suas faces, julguem a si mesmos agora, Cristo merece que você esteja com ele por ninharias, que você deveria encolher diante de algumas dificuldades mesquinhas e murmurar, isto é difícil e severo? Oh se você conhecesse a graça do nosso Senhor Jesus Cristo nesta maravilhosa condescendência por você, você não faria isto.”...


Tradução: Joelson Galvão Pinheiro
Extraído - Igreja Puritana

Em entrevista a rádio, Casagrande se diz satanista: 'Sempre fui admirador de Lúcifer'

Publicado por Marcelo Borges | sábado, 9 de julho de 2016 | 13:00

Comentarista da Rede Globo, Casagrande revelou em entrevista ao programa “Morning Show”, da Rádio Jovem Pan, na última quinta-feira, que sempre teve simpatia por Lúcifer, o maior de todos os demônios.

“Sempre fui admirador de Lúcifer. Contestava muito a história de Cristo. Pesquisei, li livros sobre demônios. Me atraía por aquilo. Li Bíblia Satânica. Era muito louco. Sempre fui ligado à caveira. É uma marca. Tinha um time de várzea que se chamava ‘Veneno Show’, o distintivo era uma caveira. E Deus não é tão bom assim”, contou.

O ex-atacante tem sido figurinha carimbada na mídia nos últimos dias, pois na próxima terça-feira (12 de julho) vai lançar em São Paulo o livro “Casagrande & Sócrates: uma história de amor”, em parceria com o jornalista Gilvan Ribeiro. Extraído de Msn Brasil.

CURTA NOSSA FAN PAGE!

 

Copyright © 2009-2016. theoway :: O CAMINHO - Todos os direitos reservados.